Segmentos promissores para e-commerce

e-commerce

Segmentos promissores para e-commerce

Nosso país está precisando cada vez mais de novos negócios para a geração de novas rendas. Com os empregos convencionais ficando cada vez mais escassos, a possibilidade de abrir um negócio digital se aproxima da realidade de muitos, e tal ideia é impulsionada pelos números de pessoas que se beneficiam nesse  setor.

Num tempo em que a maioria das empresas via seus números decrescem, os profissionais de e-commerce notaram um aumento significativo em seus volumes de venda e faturamento. Para o ano de 2017, a expectativa é de que o setor continue crescendo de forma constante, e se estabilize como a opção mais utilizada pelos consumidores.

Uma breve análise sobre o e-commerce em 2017

Não é provável que se batam grandes recordes de venda como nos últimos anos, mas isso é algo bom de certa forma, pois significa que o número e a frequência de compras dos que utilizam esse meio já está estável, ou seja, você precisa cada vez menos convencer o cliente de que comprar pela internet é seguro, pois isso já faz parte da realidade dele.

Enquanto os esforços para apresentar e promover o e-commerce de forma geral parecem diminuir, a busca por novos mercados continua sendo a melhor das estratégias. Pense em como as grandes marcas estão utilizando as suas plataformas de e-commerce para tomar quase todo o espaço da internet, comprando lojas menores e vendendo produtos de terceiros.

Todo esse investimento torna a entrada em mercados competitivos como eletrônicos, celulares e móveis um pouco mais difícil, a não ser que o seu modelo seja totalmente inovador. Ver essas empresas investindo na área de e-commerce justifica mais uma vez a iniciativa de abrir um negócio digital, pois, certamente, grandes nomes do varejo não prejudicam sua marca abrindo negócios não promissores.

Setores de e-commerce que devem crescer este ano

Sabendo da ocorrência desse crescimento, e da necessidade dos empreendedores obterem mais informações para abrir seus negócios digitais, o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas- desenvolveu uma pesquisa, na qual demonstra os nichos de mercado que pretendem crescer em 2017.

Para chegar às conclusões apresentadas ao longo deste texto, o Sebrae fez uma análise com base nas taxas de natalidade, ou seja, abertura de novos negócios. Presume-se que quão maior for a abertura de empresas para a oferta de um determinado serviço, maior é a demanda por ele, e o mesmo se reflete na venda de produtos. Vejamos então quais são as maiores demandas da população para este ano.

• Itens básicos

Dentro dessa classificação podemos citar os itens de vestuário, alimentação e de higiene. Todos estes representam necessidades básicas para os consumidores, portanto, nem mesmo em época de crise estes deixam de ser consumidos.

Por conta dessa necessidade ininterrupta, as opções que fazem o consumidor economizar acabam disparando em vendas, é o caso dos e-commerce de roupas, por exemplo.

Tendo uma boa estrutura de fornecimento, e a possibilidade de oferecer um preço menor que o varejo físico, o sucesso de seu e-commerce está quase garantido. Pode ser aproveitado também pelos produtores e donos de indústrias, uma boa alternativa é montar embalagens que contenham mais quantidade do produto e que durem mais tempo, o famoso “leve mais e pague menos”.

• Consertos

O país cresceu muito até o final do ano de 2013, e esse crescimento refletiu no aumento do poder de consumo da classe média, ou classes C e D. Tal aumento do poder aquisitivo foi também o responsável pela abertura de vários negócios ligados ao comércio de eletrônicos,  eletrodomésticos e até mesmo de automóveis por exemplo.

Hoje a realidade é outra, o crédito do consumidor está cada vez mais apertado, assim como seu orçamento, portanto, não é sempre que se compram itens novos, frente à possibilidade de reparo.

Acontece que as opções para este serviço são poucas na internet, talvez por ter uma logística não tão simples, entretanto, vale à pena investir em uma prestadora de serviços que tenham uma plataforma e-commerce como ponto de contato, por exemplo. As ideias surgirão de acordo com a sua vivência, mas talvez, sabendo que essa realidade existe, você possa se sentir mais inspirado(a) a pensar sobre isso!

As revendas também estão ganhando força, afinal, porque não reunir alguns  itens usados e recolocá-los no mercado? Essa é mais uma ideia de negócio que promete acontecer cada vez mais em 2017, aproveitando que muitos consumidores já  fazem por conta própria.

• Dicas de setores em crescimento

Ainda não se identificou com nenhum segmento? Existem mais alguns que estão crescendo esse ano, fique atento(a)!

– O acesso a planos de saúde e serviços de fisioterapia ou laboratório também veem sua demanda crescer, em grande parte devido ao aumento e envelhecimento da população. Soluções que mesclem essas demandas com a mecânica dos comércios eletrônicos podem funcionar muito bem, a exemplo da marcação e pagamento de consultas em páginas da própria web.

– Estética e beleza continuam crescendo a todo o vapor. Com a diminuição da renda, grande parte dos homens e mulheres têm optado por aprender a fazer os próprios procedimentos de beleza, ao invés de pagar a barbeiros e cabeleireiros por exemplo. Isso gera uma demanda por produtos que antigamente só eram encontrados nos salões, como shampoos e cremes especiais. Uma tendência muito forte este ano é a dos produtos para barba, refletindo também o impacto de estar a par da moda nos negócios.

Visite o site da Agência Sebrae de Notícias e tenha mais informações.

• Soluções de otimização

Ao abrir um e-commerce é importante ter todos os processo internos bem definidos, assim como as informações digitalizadas e bem organizadas dentro de um sistema de gestão.

O desperdício está sendo banido da vida das pessoas, tanto de tempo quanto de dinheiro, essa realidade leva as empresas a procurarem cada vez mais por soluções que otimizem as suas rotinas, e tornem os seus funcionários mais eficientes. Atendendo a essas demandas surgem os softwares empresariais, sendo os sistemas ERP os mais procurados.

O sistema ERP da Brascomm 2.0 possui as ferramentas necessárias para a otimização de seu e-commerce.

Clique aqui para ler outro artigo sobre as vantagens de trabalhar com um e-commerce e como nós podemos auxiliá-lo no processo de desenvolvimento de sua loja virtual.

Para saber mais sobre a Brascomm 2.0 visite nosso site , ou entre em contato no número (11)4901-8000.

Sem comentário

Escrever um comentário

Comentário
Nome
Email
Website

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.