Mitos sobre a implantação de um ERP

Mitos sobre a implantação de um ERP

sistema-erp-768x596Toda mudança provoca um certo receio naqueles que serão atingidos por ela. Se tratando de processos empresariais e corporativos, o momento de lidar com novas formas para o trabalho pode ser assustador, embora faça parte de um processo evolutivo natural. Ferramentas novas surgem a cada dia e as antigas permanecem ganhando upgrades, afim de torna-las mais eficientes, dinâmicas e velozes. No percurso dessa evolução, se encontra presente a resistência vinda de muitos funcionários – e até de ótimos gestores – em implantar novas soluções para processos tão corriqueiros e engessados como os de uma empresa consolidada.

Um dos alvos e receio do gestor é a implantação de um ERP, encarregado de integrar o banco de dados corporativo, permitindo a troca de informações a nível interno, através do uso de uma interface comum aos departamentos. Tal resistência é baseada em conclusões precipitadas e afirmações que precisam ser desmistificadas mediante um confronto com os benefícios trazidos por um ótimo sistema de gestão.

Mito 1: Implantação de um ERP milagroso

O primeiro mito a ser derrubadomitos-da-implantação-01-300x300, está na premissa, de que a simples implantação de um ERP vai resolver todos os seus problemas instantaneamente. Um sistema de gestão é um auxiliador ímpar nesse processo, mas não conseguirá transfigurar sua dinâmica de trabalho caso não haja também uma mudança cultural entre os funcionários. Essa mudança de pensamento parte primeiramente da consciência dos cargos de chefia, em relação a: encarar a utilização de um ERP como processo contínuo de adaptação, que se tornará mais fácil com o passar do tempo e que trará resultados de forma equivalente. Tendo isso em mente, será mais fácil motivar sua equipe e apresentar os resultados a eles de forma satisfatória. Esperar que um Sistema ERP gere resultados da noite para o dia não é algo indicado.

Mito 2: Adaptação impossível

mitos-da-implantação3-01-162x300Continuando o passeio entre as crenças básicas sobre a implantação de um ERP, muitos gestores deparam-se com a questão da complexidade no uso desses sistemas. Dificuldade que vem caindo vertiginosamente, devido à criação de interfaces cada vez mais intuitivas, claras e objetivas. Agregando essas três características ao sistema ERP encomendado para sua empresa, a adaptação será mais rápida, e os processos otimizados de acordo com aprendizado do seu time. Esse time deve ser submetido a um processo de capacitação por meio de cursos profissionalizantes, por exemplo. Afim de prover aos funcionários o maior conhecimento possível sobre as funcionalidades que estão a seu alcance, afinal, serão eles a ter contato diário com o sistema, e responsáveis pelo processo mais importante dentro dele, que é a entrada de dados. A alimentação do software com as informações sobre o seu negócio é o ponto crucial para o sucesso da implantação, por isso devem ser monitorados de forma eficiente, para que os dados informados sejam precisos, contribuindo assim para uma amostragem concisa.

Mito 3: Um ótimo Sistema ERP é para grandes gestores

mitos-da-implantação2-01O terceiro tópico a ser desmistificado em relação aos sistemas de Enterprise Resource Planning, é a fama do alto custo para implementação. Esse fator é determinante na maioria das rejeições à instalação de ERP’s e precisa ser rediscutido entre a classe empresarial. Muitos administradores enxergam a adesão de um software como a de um produto qualquer, o que acaba transferindo uma sensação de supervalorização do mesmo, mas é preciso encarar os programas de gestão como auxiliadores contínuos, que acompanharão e impulsionarão o crescimento do seu negócio. Os custos para implementar tais programas já diminuíram drasticamente, e o conjunto com os avanços em Cloud Computing tem barateado ainda mais a manutenção dessas tecnologias. Frente a esses fatos, adquirir um ERP se configura como um investimento proveitoso, e que trará resultados esplêndidos para a sua rotina de trabalho. Encarar esse processo como desperdício de recursos é uma atitude equivocada, e o gestor está fechando os olhos para a possível solução de grande parte dos seus problemas.

Arrematando os pontos chave abordados ao longo do texto, é de fácil percepção que os sistemas ERP agregam muito mais benefícios do que complicações, sabendo que essas deverão ocorrer sim, mas apenas durante o período de adaptação. Tal período deve ser assistido pela gerência da empresa, através do fornecimento de informações sobre o programa e suas funcionalidades aos funcionários que trabalharão com ele, levando a uma mudança na cultura da empresa, em que novas ferramentas serão encaradas como auxiliadoras e não como empecilhos para um cotidiano eficiente.

Você já ouviu falar da Brascomm, uma empresa com mais de 17 anos de experiência no mercado de ERP, totalmente completa para o seu negócio, utiliza da tecnologia de computação nas nuvens, permitindo que o sistema seja utilizado em dispositivos móveis sempre e onde quiser.

Visite brascomm.net.br e saiba como sua empresa pode ser beneficiada aderindo a esta tecnologia de gestão empresarial.

Sem comentário

Escrever um comentário

Comentário
Nome
Email
Website

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.