5 dicas para melhorar o seu e-commerce

e-commerce

5 dicas para melhorar o seu e-commerce

Você sabe quanto o e-commerce já faturou no Brasil? Se já sabe deve estar feliz, mais ainda se possui um site de comércio online, pois empreendimentos desse tipo faturaram mais de R$41 bilhões no ano de 2015, chegando à marca surpreendente de cerca de 15% de crescimento. Este ano, com a economia morna e com a instabilidade política o crescimento deu uma pequena freada, o que ainda assim é surpreendente, pois são poucos setores que têm conseguido prosperar. Com o ano chegando ao fim, espera-se que as lojas online tenham crescido no mínimo 8%, e é o momento perfeito para rever os seus processos e otimizar a sua atividade antes que o ano novo chegue de uma vez por todas.

Sempre há um ponto que pode ser melhorado, ainda mais em modalidades tão recentes como o e-commerce. Uma plataforma precisa de tempo para alcançar a maturidade, e até que esse estado seja alcançado é preciso estar pronto para lidar com algumas falhas e percalços que desenham o caminho até o sucesso entre os clientes! Felizmente existem materiais como esse dispostos a ajudar e a disseminar boas práticas de gestão para o seu negócio. Depois de ler basta por em prática!

Dica 1: Construa uma interface de e-commerce amigável e agradável!

A parte visual de um site já diz muito sobre ele. Pense em sua interface como o estabelecimento em que você receberia seus clientes em uma loja física, e acredite, os princípios para mantê-lo agradável são os mesmos. Você colocaria letreiros luminosos piscando freneticamente dentro da sua loja? Acho que não, não é mesmo? Então porque insistir em colocar anúncios parecidos com esses em sua página web? Ou mais, encher todos os campos com itens clicáveis que levam a outros sites só para ganhar algumas poucas comissões.

Essas práticas não são interessantes para um e-commerce sério. Os anúncios frenéticos causam um desconforto visual tremendo nos clientes, forçando-os por muitas vezes a abandonar o site. As notificações pop-up (que levam a outras páginas) por sua vez, retiram o cliente da sua vitrine enquanto a sua preocupação deveria ser mantê-lo no site pelo maior período de tempo possível. Numa dessas notificações o cliente pode encontrar algo mais interessante e acabar fechando de vez a aba da sua loja, multiplique isso pela quantidade de visitas diárias e você perceberá que o prejuízo não compensado pelas comissões pagas por esses cliques.

Dica 2: Não seja apressado!

A questão visual é a primeira a fazer o cliente desistir de uma compra, a segunda é a “pressa” que muitas plataformas tem em querer fidelizar os clientes. Para isso impõem cadastros para etapas onde o cliente ainda não está 100% certo da compra, e ao se ver impedido de continuar conhecendo os produtos, ou chateado com tantos anúncios pedindo o cadastro o cliente acaba correndo. Uma relação online não acontece de uma hora para a outra, o cliente com certeza irá pesquisar um pouco sobre sua empresa antes de decidir investir dinheiro em um produto seu, para que isso aconteça de forma natural procure criar canais de atendimento que permitam um bate-papo entre as partes, respondendo dúvidas e fazendo sugestões é muito mais fácil seduzir um cliente, e ele acabará fazendo o cadastro por conta própria, não seja apressado para isso ou ele poderá se assustar um pouco.

Dica 3: Colete dados!

Um banco de dados tem eficiência em proporção direta à quantidade de informações que possui, isto é, quanto mais dados forem coletados, maior será a precisão do banco de dados e das resoluções processadas por ele. Entretanto, não é viável fazer um interrogatório logo no primeiro acesso do cliente, isso leva à recorrência do que foi explicado na segunda dica. Fazer pesquisas periódicas, ou até mesmo uma ou duas perguntas por acesso é uma forma muito mais branda de preencher o seu banco de dados com informações valiosas que serão importantes para seus planejamentos futuros. A ferramenta mais usada para essa coleta e armazenamento de dados é o sistema ERP, um verdadeiro painel de controle gerencial que relaciona informações de diversos departamentos para direcionar as decisões a serem tomadas.

Dica 4: Não tente enganar os clientes!

Pode parecer um pouco presunçoso tocar nesse assunto, mas essa, infelizmente, é uma prática comum entre algumas lojas online. O cliente é atraído por algum anúncio muito vantajoso em preço, e chegando no momento de finalizar a compra aparecem cobranças adicionais que invalidam o “desconto” oferecido. Pense na reação negativa que uma atitude dessas causa num cliente, desta pode acontecer duas coisas: o cliente nunca mais voltar a visitar seu site, ou pior ainda fazer recomendações negativas a seus conhecidos. Não existe contato pessoal no e-commerce, o que não quer dizer que as emoções não interfiram na compra, a intenção da sua loja é dar prazer às pessoas através da compra e não deixá-las revoltadas, portanto, qualquer prática que leve a este resultado deve ser evitada.

Dica 5: Diversifique as formas de acesso e pagamento!

A premissa principal das lojas de e-commerce está em permitir a compra de dentro da própria casa. Isso já acontece, agora o desafio é permitir a compra a partir de qualquer aparelho, e para que isso ocorra é preciso oferecer um sites com design adaptável (ou seja, mais conhecido como responsivo), apto a ser exibido nos populares smartphones e tablets,  dispositivos responsáveis por uma grande fatia dos acessos à internet. Com eles os clientes estão expostos a anúncios durante muito mais tempo, basta investir em propaganda pelas redes sociais e em formas de pagamento diversificadas, sem deixar de lado o quesito segurança. Muitos consumidores se mantém receosos com a transmissão de dados monetários pela internet, e o fazem com razão. Portanto, invista na segurança de sua plataforma para evitar que ações maliciosas manchem a sua reputação, utilize algum medidor ou certificador conhecido e respeitado para demonstrar ao cliente que sua empresa também se preocupa em fazer da internet um ambiente saudável e seguro para as compras.

Agora mãos à obra e faça seu e-commerce ser o melhor do ramo!

Conheça o ERP Brascomm, adaptável para o seu negócio e completo para as necessidades mercadológicas. Solicite uma apresentação sem compromisso!

Sem comentário

Escrever um comentário

Comentário
Nome
Email
Website

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.